Vivemos num Mundo conturbado repleto de problemas e incertezas perante o teatro da Vida. Quando os olhos se embaciam, o silêncio fala e as interrogações permanecem...é chegado o momento de meditarmos e nos abrirmos à FILANTROPIA
Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007
Sonho de Glória

Eu sou um Homem!

Transporto o meu cadáver

Nasci. Tenho o direito de viver!

Não sou humilde, nem submisso

De imaginação acesa, rico serei

Fascina-me a miragem, a coragem

Tenho ambição.

  

Sinto uma estrela que em mim rebrilha

A minha glória ocupará espaço

Não me ofereçam o destino

Sou eu que o faço

Defendo o meu lugar

Tenho os meus braços, o meu olhar

Abranjo tudo!!!

Tanto mar para navegar!

Todo este céu para voar!

Encontrarei o pão e frutos de oiro.

  

Sou hoje o que fui ontem

Buscarei sempre o impossível amanhã

Ofereço à terra tudo o que eu sou

Alguém fará de tábuas o meu caixão

Eu não! Quero viver!

 

Aida Nuno


sinto-me: com direitos

publicado por criar e ousar às 19:08
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
posts recentes

Porquê?

A Paz

A vida tem um movimento e...

O meio ambiente

Os Outros e Eu

Haja disciplina e contenç...

Sentir as Palavras

VIRGILIO FERREIRA (1916-...

Direitos da Água

VIRGINIA WOOLF (1882-1941...

COBARDIA

O Natal e os Desejos

ANDRÉ MALRAUX – (1903 -19...

À beira mar plantado

Não à desistência

favoritos

E o que Fazer?

Partilhar

Aos nossos Filhos

Valorizando a Vida

Mensagem

Os Cristos no Mundo

Ambição

Emigrantes

Afectividade

A Ausência

arquivos

Junho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Maio 2012

Janeiro 2010

Setembro 2008

Maio 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

tags

todas as tags

links
pesquisar
 
E-mail
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO